Obesidade grau 3

É desejo comum possuir corpo bem feito e livre da incômoda obesidade mórbida.
A força da genética vem impregnada à natureza do obeso. É difícil batalha. Mas a mente tem domínio sobre as glândulas endócrinas, agindo através de ordens mentais sobre a atitude do paciente que se encontre no estágio de obesidade grau 3. A natureza conta com recursos para regular os efeitos da alimentação. Crer na força de vontade é o melhor caminho. Quando se esforça a crer na capacidade de lutar contra esse mal, é meio caminho andado ao sucesso. Como se fora um vício irresistível o domínio sobre o apetite, ou a saciedade independe da vontade do obeso. Há de se lutar com muita decisão para amenizar o desejo incontrolável de comer.

A obesidade grau 3 deve ser cuidada por vários especialista da saúde:

a) Psiquiatra
Problemas psicológicos puxam esse cordão, o gordo pode se sentir julgado por: ocioso, preguiçoso, e outros adjetivos, aumentando sua voracidade.

b) Endocrinologista
Especialista que diagnostica e cuida das glândulas que fazem engordar com maior intensidade, conforme o alimento ingerido. Conforme a atitude mental as glândulas podem ser ociosas ou não. Sistema endócrino e sistema nervoso andam de mãos dadas. Regula precisamente através de informações a coordenação das funções corporais. A obesidade pode paralisar a pessoa na cama. Geralmente o médico munido da bioimpedância consegue dar certeza em qual grau de obesidade você se encontra.

c) Cardiologista
Fato notório: a gordura prejudica o coração, é estatístico. O diabetes pode ser causado pela obesidade mórbida.

d) Ginecologista
A gravidez é importante nesse contexto, pois, trata-se de duas vidas a correrem risco de morte pela gordura. Mãe hipertensa, uma vida inocente mediando o problema de obesidade grau 3.

e) Nutricionista
Papel relevante do nutricionista o qual vai mostrar o caminho eficiente da cura da obesidade. Ciência que estuda profundamente o alimento que vai proteger o coração em várias vertentes.

f) Treinadores da educação física
Professor de educação física está preparado na queima de calorias do paciente, sabendo dosar o treinamento dentro do bom-senso.

g) Família
O apoio psicológico dos membros da família faz a diferença, eleva o moral do obeso, dando-lhe a devida força para lutar contra o problema.
Obs. Na atualidade existe a redução de estômago com várias técnicas cirúrgicas.